eolica_UE

UE adota meta obrigatória de 32% de energias renováveis até 2030

A União Europeia (UE) estabeleceu esta quinta-feira uma meta vinculativa de 32% de energia de fontes renováveis para 2030 e que pode ser revista em alta até 2023.

O Parlamento Europeu (PE) e o Conselho da UE chegaram esta quinta-feira a acordo sobre a proposta da Comissão Europeia e que estabelece uma meta obrigatória de 32% de energia obtida de fontes renováveis até 2030, um equilíbrio entre os 27% aprovados em dezembro pelos Estados-membros e os 35% pedidos pelo PE.

O novo quadro regulamentar aprovado pelos colegisladores inclui uma meta vinculativa em matéria de energias renováveis para a UE para 2030, de 32%, com uma cláusula de revisão em alta até 2023.

Até 2020, recorde-se, 20% da energia consumida tem que ser proveniente de fontes renováveis, que são as provenientes de recursos naturais (rios, vento, biomassa, Sol, ondas do mar e calor da Terra) que se renovam de forma natural e regular, de um modo sustentável, mesmo depois de serem usadas para gerar eletricidade ou calor.

A Comissão Europeia já saudou o acordo entre o PE e o Conselho da UE, considerando que as novas regras adotadas permitem ainda que a o bloco europeu “mantenha a seu papel de liderança na luta contra as alterações climáticas, na transição para uma energia limpa e no atingir dos objetivos traçados pelo Acordo de Paris”.

Em comunicado, Bruxelas salientou também estar criado um ambiente que permite acelerar o investimento público e privado na modernização e inovação em todos os setores chave.

Observador