Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

“Batom na Política”

Lideranças de todo o Brasil se encontraram em Brasília para definir metas que incentivem mais mulheres a participarem da política partidária.

As secretárias verdes estaduais de todo o Brasil reuniram-se neste sábado, 23 de março, na sede do Partido Verde, em Brasília. O Encontro contou com representantes de todo o Brasil e teve em sua abertura a participação da Secretaria Nacional do PV Mulher, Shirley Torres, apresentando o projeto “Batom na Política”, que prevê colocar em prática ações de empoderamento às mulheres para participarem das esferas de poder.

Para isso, estão previstos encontros regionais com a parceria da Fundação Verde Herbert Daniel em seminários educativos e motivacionais para formação e capacitação de mulheres que tenham perfil político e queiram se filiar e militar com o Partido Verde Mulher. Os encontros acontecerão ao longo do primeiro semestre de 2013 e serão ministrados pelas representantes regionais que foram eleitas também durante o encontro de sábado.

Logo ao serem eleitas, as representantes já receberam suas metas e compromissos para desenvolver em suas cidades e viabilizar maior mobilização e participação feminina na política. Segundo Shirley Torres, o debate de maior participação da mulher na política já começou e “cabe a nós (mulheres) lutar por maior espaço nas esferas de poder”.

Ainda segundo a Secretária, esse encontro foi extremamente importante para dar o primeiro passo de incentivo a essas mulheres que acreditam em mudanças e se mobilizam para isso. A empolgação das verdes era evidente durante o encontro, enquanto trocavam ideias e expunham estratégias de sucesso em suas cidades.

Outro importante momento do encontro foi o debate sobre o resultado das eleições municipais de 2012. Dos 1.582 vereadores eleitos, apenas 174 eram mulheres, ou seja, menos de 10%. Entre os 96 prefeitos eleitos, apenas 10 mulheres foram eleitas e, para vice-prefeitas, apenas 22 mulheres diante os 149 homens vices-prefeitos. Números que confirmam a necessidade do apropriamento da causa feminina na política, não apenas para preenchimento da cota de 30%, estabelecida da legislação eleitoral.

Para tanto é preciso planejamento, organização e dedicação. Esse é o trabalho que o PV Mulher pretende realizar. Segundo a deputada estadual, Aspásia Camargo (PV/RJ), o PV Mulher tem que entrar em grandes debates atuais que incluam as mulheres, como o das empregadas domésticas. “Temos que apresentar nossos pontos de vista e incluir essas discussões, para que lutemos junto com nossas companheiras”, analisou Aspásia.

O encontro foi considerado por todas as presentes como o melhor, no âmbito de debate. Muitas ideias foram expostas e compartilhadas, com o objetivo de incentivar e encorajar as secretárias de todo o Brasil a recrutarem as mulheres de seu estado.

CONTATO

ASSINAR E-MAIL

Inscreva-se com seu endereço de e-mail para receber notícias e atualizações.

© 2020 Lavorare / websytes

Pesquisar