Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Ibope: brasileiros estão dispostos a separar o lixo

Estudo inédito encomendado pela WWF-Brasil revela que apesar da disposição para a mudança de hábitos, ainda falta incentivo do poder público.

De acordo com a pesquisa, 85% dos brasileiros teriam interesse em separar o lixo, caso o serviço fosse oferecido pelas prefeituras. O estudo, realizado pelo Ibope e encomendado pela organização não governamental WWF-Brasil, na esfera do Programa Água Brasil, revelou que apenas 13% dos entrevistados não fariam a separação dos resíduos descartados e 2% não responderam. O Ibope entrevistou 2.002 pessoas em todas as capitais, além dos 73 municípios, em novembro de 2011.

Apesar da disposição para mudar seus hábitos de consumo e descartes, 64% da população não é atendida pelo governo quando o assunto é coleta seletiva. Ainda segundo a pesquisa, 35% dos brasileiros são atendidos pelo serviço de descarte sustentável. Dos que contam com a destinação adequada dos resíduos sólidos, 50% do serviço é oferecido pelas prefeituras. A outra metade é informal, prestada por catadores de rua (26%), cooperativas ou associações (12%) ou entregues em pontos de coleta voluntária (9%).

Por outro lado, quase 10% das residências que contam com o serviço de coleta seletiva não fazem nenhum tipo de separação do lixo. O estudo revela, ainda, desconhecimento dos brasileiros em relação ao destino dos resíduos. Uma em cada três pessoas não faz ideia para onde vai o lixo produzido em sua casa.

Na hora de consumir, práticas sustentáveis ainda são deixadas de lado. Preço, condições de pagamento, durabilidade do produto e marca lideram as preocupações do consumidor brasileiro. O valor do produto, por exemplo, é considerado um aspecto fundamental por 70% dos entrevistados. Características do produto ligadas à sustentabilidade, no entanto, como os meios utilizados na produção, o tempo que o produto leva para desaparecer na natureza e o fato de a embalagem ser reciclável, ficam em segundo plano.

A menos de dois anos para o fim do prazo para a implementação da coleta seletiva e o fim dos lixões em todo o país, conforme estipulado pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), o estudo teve a pretensão de checar como andam os hábitos de consumo e descartes da população brasileira, além de apontar a consciência sobre o tema consumo sustentável e a disposição para a mudança.

O Programa Água Brasil, idealizado pelo Banco do Brasil é desenvolvido em parceria com a Fundação Banco do Brasil, WWF-Brasil e Agência Nacional de Águas (ANA).

CONTATO

    ASSINAR E-MAIL

    Inscreva-se com seu endereço de e-mail para receber notícias e atualizações.

      © 2021 Lavorare / websytes

      Pesquisar