blog

Liberação da cana na Amazônia é “desnecessária e perigosa”, alerta professor da USP

O presidente Jair Bolsonaro revogou no início de novembro um decreto que restringia o plantio de cana-de-açúcar na Amazônia. O Decreto 6.961, de 17 de setembro de 2009, estabelecia o Zoneamento Agroecológico (ZAE) da cana-de-açúcar no Brasil, com implementação de regras de sustentabilidade e exclusão dos biomas Amazônia e Pantanal como áreas adequadas ao plantio. Apesar de não proibir explicitamente a produção, o decreto impedia a concessão de financiamento público para o desenvolvimento da cana fora desse ZAE; o que, na prática, inviabilizava a expansão da cultura sobre esses dois biomas. Funcionou assim por dez anos.

LEIA MAIS

Energia: cobrar imposto do sol é pecado mortal

No próximo dia 7 de novembro, em Brasília, a Agência Nacional de Energia (Aneel) promoverá audiência pública para ouvir queixas e sugestões sobre sua proposta de taxar a autogeração de energia solar de pessoas físicas e jurídicas.

LEIA MAIS