Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

“Sexualidades e Escolas – Um Encontro Inadiável”

O Projeto da Fundação Verde Herbert Daniel “Gênero e Diversidade nas Escolas Fluminenses” realizou sua segunda intervenção em 2016 com a aula do módulo “Sexualidades e escolas – um encontro inadiável”. A aula aconteceu em São Gonçalo, no dia 8 de março.

sex_div1

A professora Claudia Reis, doutora em Pedagogia e docente no Colégio Pedro II, instou as cursistas a pensarem se Escola é lugar para se discutir sexualidade, qual a idade apropriada para se introduzir esses temas aos alunos e alunas e como os profissionais da Educação podem lidar com estereótipos, preconceitos, bullying e os valores das famílias.

sex_div2

Historicamente a discussão sobre sexualidade tem como locus principal a rua e transita, quase que de forma proibida, entre os grupos estranhos às instituições constituídas. A descoberta do corpo, o controle sobre ele, seus desejos e sua possibilidade de prazer, sobretudo nas sociedades judaico-cristãs, vem acompanhada por uma série de negações, limitações e tabus, observou a professora. Como, então, construímos identidades sexuais e convivemos com elas? A escola deve participar desse processo? E de que forma? A aula fez as cursistas refletirem sobre as sexualidades e sua relação com gênero, a invisibilidade do tema em currículos e práticas pedagógicas, a emergência da discussão trazida pelas situações cotidianas e, sobretudo, as possibilidades de uma educação para a sexualidade nas instituições formais de ensino.

sex_div3

Mais uma vez, as professoras cursistas relataram experiências vividas em sala de aula, no chão da escola, situações em que o tema da sexualidade estava subjacente.

A próxima aula acontece no dia 15 de março.

CONTATO

ASSINAR E-MAIL

Inscreva-se com seu endereço de e-mail para receber notícias e atualizações.

© 2020 Lavorare / websytes

Pesquisar