Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Protagonismo jovem está presente na Reserva da Biosfera do Pantanal

A rede de Jovens da Reserva da Biosfera do Pantanal (RBPAN), oficializada em abril de 2021, é composta por 26 jovens de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Além da missão de fortalecer o grupo, os jovens têm como objetivo apoiar os trabalhos já realizados pela RBPAN. “Nosso papel é de articular, incentivar, motivar os jovens a desenvolverem suas ideias e trabalharem a sua criatividade em prol do Pantanal”, explica Laercio Souza, presidente do Conselho da Reserva da Biosfera do Pantanal.

Danúbia da Silva Leão e Wisllene da Silva Souza são integrantes do Instituto Gaia, organização-membro do Observatorio Pantanal, e fazem parte da rede de Jovens da RBP. Elas nos contam como iniciou a mobilização para criação do grupo. “Os jovens do Instituto Gaia foram convidados pelo presidente do Conselho da Reserva da Biosfera do Pantanal a compor, junto com outros jovens, a rede de Jovens da RBPAN. O convite foi realizado após a participação do presidente na live organizada pelo Instituto Gaia, onde ele percebeu a presença dos jovens que atuam no instituto”.

O próximo passo foi a participação deles na reunião do Programa de Jovens da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA). Na reunião, tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho de um grupo já estruturado. Segundo Laercio, depois da reunião, o resultado foi surpreendente. “Eles se organizaram e lançaram oficialmente, em abril, a rede de Jovens da Reserva da Biosfera Pantanal. Produziram diferentes conteúdos e criaram os perfis nas redes sociais, Instagram, Facebook e Youtube. Eles são muito ágeis e criativos, não tenho dúvida que em breve teremos mais novidades”, ressalta Laercio.

A primeira reunião do Grupo, realizada em maio, foi uma oportunidade para os jovens contarem sua trajetória, apresentarem as expectativas e também compreenderem o que significa pertencer a uma Reserva da Biosfera e como podem atuar. A rede é rica e diversa, participam jovens de diferentes lugares do Pantanal, do campo e da cidade, das comunidades tradicionais e indígenas.

Quem pode participar da rede?

De acordo com a Danúbia, para participar do Grupo de Jovens da RBPAN, o jovem precisa residir no Pantanal, ter uma causa, defendê-la e entrar em contato com o grupo pelas redes sociais InstagramFacebookYoutube ou e-mail (jovensrbpantanal@gmail.com) para iniciar um diálogo.

Motivar a participação, formar novas lideranças ambientais e desenvolver o protagonismo jovem, são alguns dos objetivos do Programa “O Homem e a Biosfera (MAB)”, da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Em 2017, foi realizado o primeiro Fórum da Juventude (MAB Youth), que reuniu 282 representantes de 142 Reservas da Biosfera (RB) de 85 países.

Desde então, já foram organizados outros Fóruns e os Grupos de Jovens das Reservas da Biosfera (RBs) estão se organizando e se estruturando por todo planeta para divulgar e trabalhar os três princípios básicos das RBs que são a Conservação da Biodiversidade, pelo Desenvolvimento Sustentável e pelo Apoio à Educação, Ciência e Pesquisa.

Reserva da Biosfera

A Reserva da Biosfera é um instrumento de conservação que funciona como um centro de monitoramento, pesquisas, educação ambiental e gerenciamento de ecossistemas, bem como centro de informação e desenvolvimento profissional dos técnicos em seu manejo. Seu gerenciamento é o trabalho conjunto de instituições governamentais, não governamentais e centros de pesquisa. Esta integração busca o atendimento às necessidades da comunidade local e o melhor relacionamento entre os seres humanos e o meio ambiente.

No Brasil há 7 Reservas da Biosfera. O espaço geográfico que ocupam corresponde aos objetivos de conservação e desenvolvimento propostos pelo governo brasileiro. A primeira foi criada em 1992 para proteger os remanescentes da Mata Atlântica. Aprovadas pelo Programa Homem e Biosfera, em seguida vieram: Cinturão Verde de São Paulo (1993), Cerrado (2001), Pantanal (2000), Caatinga (2001), Amazônia Central (2001) e Serra do Espinhaço (2005).

Jovens em prol do Pantanal

Outro projeto que busca ajudar o Pantanal é o movimento Fridays For Future Brasil, que, em nome do Projeto Ajuda Pantanal, tem como meta arrecadar 600 mil reais. O montante será usado para auxiliar no financiamento de ações de reestruturação nas comunidades afetadas em 2020, quando 26% de sua vegetação foi alvo de

“Esse recurso vai ser aplicado em projetos de conservação, estruturação de brigadas de incêndio e um fundo será criado para a prevenção de queimadas. Para que a mensagem desses jovens cheguem mais longe, será destinado 1/6 do valor arrecadado para a produção de um documentário para mostrar a riqueza do bioma e as consequências e impactos das queimadas ilegais”, afirmam os mobilizadores da campanha “Ajuda Pantanal”.

Em parceria com o Instituto SOS Pantanal, a ação tem participação de diversos ativistas, além de contar com o apoio da atriz Carolina Ferraz.

O Pantanal, é a maior planície alagável do mundo e abrigo de mais de 4.700 espécies, é um símbolo do Brasil e de sua biodiversidade. Criar um fundo para assistência a comunidades que lá habitam e também a fauna e flora pantaneira é urgente. Quem pode contribuir com doações deve fazê-lo pelo site AjudaPantanal.fund onde também um portal de transparência vai disponibilizar informações sobre a destinação de cada centavo arrecadado.

Fridays for future Brasil

Ajuda Pantanal

Observatório do Pantanal

CONTATO

    ASSINAR E-MAIL

    Inscreva-se com seu endereço de e-mail para receber notícias e atualizações.

      © 2021 Lavorare / websytes

      Pesquisar